Gosto de água

Doce é o primeiro gosto da vida
E quando desperto
Sinto muitos outros gostos
Qual o gosto eu gostaria de ter ?

Eu demorei muito para saber
São tantas opções que nos oferecem

Eu queria ter gosto intenso
Ser reconhecida pelo cheiro
Ser querida.

Eu já quis ser azeda
Quando percebi o quão torpe pode ser a vida

Eu já quis ser amarga
Quando já não vi mais verdades

Quis ser doce para agradar
Para amar além

Qual gosto quero ter hoje?

Hoje eu quero ser como a água.
Não quero ter gosto definido
Eu quero estar aberta para conhecer
Receber e aceitar qualquer gosto
O amargo para um bom café
O azedo para um bom suco
O intenso para um chá
O doce para uma uma gelatina
Mas, quero continuar na pureza
Porque quanto mais simples eu for
Mais feliz eu posso ser.
Eu não preciso conquistar ninguém com meu gosto
Mas, eu posso purificar
Eu posso ser essencial ...

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Quando fui insuficiente e suficiente fui

HUMILDADE ...

Amor fechado