Quando fui insuficiente e suficiente fui

O nosso fim começa em Love of my life do Queen
Você pede para ir embora
Eu peço para você ficar
O pouco orgulho que ainda resta
Se esvai no meu medo de te perder
Só eu  sei o quanto meu amor é forte
Reconheço o tamanho do meu egoísmo e falta de autoestima
Mas, você sempre valeu mais.
É ai, onde mora o meu o pecado

Você sempre cheio de raiva
Dizendo o quanto sou insuficiente
Meu erros crescem
Minhas qualidades não existem
Eu sei que preciso deixar você ir
Você ainda  só continua aqui
Por ser bom e saber do meu sofrimento.

No fim resta um pouco de dignidade
Eu deixo você ir
Permito dizer que não me ama
Aceito ver você levando todas as suas coisas
Levar seu cheiro.
Seu toque.
As boas lembranças.
O nosso amor.
Eu aceito ser o copo que transbordou de amor
E deixou o seu vazio.

Ah, as primeiras noites...
São eternas.
O telefone toca e eu tenho tanto medo de atender
Medo de ser alguém dizendo que encontrou você por ai
Sorrindo, segurando outra pessoa pela mão.
E eu que tenho tanta dor, não quero sentir mais nenhuma.
Mesmo sabendo que isso pode acontecer.

Só que eu me lembro que existem pessoas que ainda me amam...
Mesmo achando que eu tinha perdido todas.
Deus foi generoso.
Aquela amiga chega, com café nas mãos e um sorriso inseguro
Ela me abraça e eu posso chorar segura.
E depois, ela abre minhas janelas para eu ver que o mundo ainda está ali
É só eu querer enxergar e vive-lo.

E foi debaixo do chuveiro
Que entreguei todo o amor que sentia por você
Entreguei para as gotas de água que escorriam pelo corpo
E desciam pelo ralo
O espelho me disse para eu não sentir
As roupas novas pediram para eu não alimentar
A taça de vinho me convidou a abrir meu coração

Entre sorrisos e beijos
Novas viagens e pedido de namoro
Entre um novo relacionamento e um novo curso
Um dia...
Um horário...
A campainha toca.
Eu abro a porta...
Eu vejo seus olhos...
Eles refletem a minha beleza
Eles refletem a saudade
Eles refletem arrependimento
De alguma forma, eu sabia que esse dia chegaria
Talvez eu o tenha desejado muito no começo do nosso fim

Aquelas mãos quentes encostam no meu cabelo
Meu corpo revive 9 anos em um segundo
Eu me arrepio, mas desperto
Eu retribuo o olhar
Que reflete meu sofrimento
Que reflete a perda
Que reflete minha reconstrução
E mesmo você tendo tudo para eu te amar de novo
Eu sou suficiente, para minha vida
Eu sou mais forte.
E hoje é não.

Me ame o suficiente para recompensar o amor que te dei
Me ame o suficiente para entender que não é orgulho, é proteção
Me ame o suficiente para aprender que o amor não é paixão
Me ame o suficiente para dar o verdadeiro significado para paixão, que ela acaba
Me ame o suficiente para saber que amor de verdade é tudo
Me ame o suficiente para compreender que o amor aceita e se diverte com os poucos defeitos
Me ame o suficiente para crer que alegria não está no outro, mas dentro de nós
Me ame o suficiente para aprender de uma vez por todas, que tédio e traição são as maiores causas para perder...
O amor da sua vida

E o final da nossa história acaba em Cry baby da Janis Joplin
Só que eu não quero te ver chorar.
Só quero que vá embora.
E é verdade... você deveria ter comprado flores e segurado em minhas mãos.
Eu queria apenas dançar e hoje danço com outro homem.



Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

HUMILDADE ...

Amor fechado